Saúde mental: uma opção ou uma obrigação?

junho 24, 2020 5:42 pm

Este artigo descreve 6 “padrões principais” que empresas de todas as formas e tamanhos podem implementar para apoiar a saúde mental de seus colaboradores.

A saúde mental é algo que pode mudar ao longo da vida. Muitos de nós flutuam entre três fases: prosperando, lutando e adoecendo. Também é possível que alguém tenha um sério problema de saúde mental e ainda prospere no trabalho – com o nível certo de suporte.

Para que isso aconteça, as pessoas também precisam de um bom trabalho, que consiste em autonomia, remuneração justa, equilíbrio entre vida profissional e familiar, oportunidades de crescimento e ausência de assédio.

Quando essas condições são atendidas, pode ajudar a prevenir novos problemas de saúde mental e apoiar as pessoas com condições existentes a prosperarem no trabalho.

Os custos de ignorar a saúde mental no trabalho

Segundo uma pesquisa da Deloitte, o custo de problemas de saúde mental, por colaborador, está entre R$7.916,85 e R$10.249,20 por ano. Esse custo é para todos os colaboradores, não apenas aqueles que estão doentes.

O relatório destaca cinco maneiras pelas quais problemas de saúde mental podem afetar a produtividade.

Ausência de doença: A saúde mental é uma das maiores causas de ausência de doença, e as pessoas com uma condição de saúde mental têm três vezes mais chances de ter um período de doença a longo prazo.

Presenteísmo: O presenteísmo é definido como aparecer quando alguém está doente, o que resulta em perda de produtividade e, às vezes, piora a condição do indivíduo.

O presenteísmo é particularmente comum em organizações onde uma cultura de longas horas de trabalho é a norma e onde as demandas operacionais têm precedência sobre o bem-estar dos colaboradores.”

Progressão limitada: Os colaboradores tendem a perceber que ter uma condição de saúde mental pode dificultar sua progressão. 35% das pessoas pensam que seriam menos propensas a serem promovidas se tivessem depressão, resultado em perda de diversidade e habilidades em todas as organizações.

Efeitos indiretos: As pessoas que tentam esconder seus problemas de saúde mental devido à falta de apoio podem impactar as pessoas em toda a organização. Se eles tiverem uma folga para lidar sem o apoio de seu gestor, isso poderá aumentar a carga de trabalho de outras pessoas na equipe.

Rotatividade de colaboradores: 15% dos que trabalham no Brasil apresentam sintomas de um problema de saúde mental. A falta de apoio pode resultar no impacto do trabalho de alguém em sua saúde mental, forçando-o a se desligar. Isso resultará em custos adicionais de recrutamento e treinamento.

Antes de avançarmos para as ações específicas que as organizações podem adotar para apoiar a saúde mental dos colaboradores, é igualmente – se não mais – importante destacar os custos humanos.

Má saúde mental pode resultar em falta de sono, ataques de pânico, dificuldade de concentração e baixa confiança. Isso pode levar as pessoas a se distanciarem das redes de suporte no momento em que mais precisam delas.

6 padrões básicos de saúde mental que toda empresa pode adotar

Os padrões de saúde mental recomendados baseiam-se na revisão de uma ampla variedade de literatura acadêmica, guia e kits de ferramentas de organizações.

1. Produzir, implementar e comunicar um plano de saúde mental

Os melhores planos de saúde mental são criados com o envolvimento de seus colaboradores, o que possibilita atender às diferentes necessidades das pessoas em toda a empresa.

Para que um plano seja eficaz, ele também precisa de apoio dos líderes seniores.

Os gestores desempenham um papel importante no apoio a iniciativas de saúde mental. Eles podem ajudar divulgando a consciência e compartilhando suas próprias experiências.

Para que as políticas de saúde mental realmente se apliquem, elas também precisam ser incluídas em políticas organizacionais mais amplas.

O que incluir?

  • Como você promoverá o bem-estar de todos os colaboradores;
  • Como você lidará com as causas relacionadas ao trabalho de problemas de saúde mental, incluindo a avaliação rotineira de bem-estar de sua equipe;
  • Como você apoiará a equipe com problemas de saúde mental;
  • Sinalização para fontes de informações relevantes e suporte dentro e fora da organização;
  • Oferecer objetivos claros, moldados em torno da sua visão organizacional.

2. Desenvolver conscientização da saúde mental entre os colaboradores

Fornecer aos colaboradores informações confiáveis sobre saúde mental, incentivar líderes seniores a compartilhar suas experiências e recrutar Campões de Saúde Mental de dentro da empresa.

3. Incentive conversas abertas sobre saúde mental e apoio disponível aos colaboradores

Você precisa deixar claro para os colaboradores que o suporte está disponível durante toda a experiência do colaborador. Se eles acabaram de ingressar ou estão na empresa há anos, é importante que as pessoas saibam que tipo de suporte está disponível.

Por exemplo, como você apoia os colaboradores quando eles se sentem mal e os ajuda a voltar ao trabalho.

Existem várias maneiras de apoiar os colaboradores, incluindo:

  • Trabalho flexível ou alterações nos horários de entrada e saída;
  • Alteração do espaço de trabalho – telas mais silenciosas, menos ocupadas e divididas;
  • Alterações na função (temporária ou permanente);
  • Tempo livre para compromisso, a curto prazo, se necessário;
  • Oportunidade de realizar Home Office.

4. Proporcionar aos colaboradores boas condições de trabalho

  • Cargas de trabalho que correspondem às habilidades e experiência dos colaboradores;
  • Prazos razoáveis e acordados para a conclusão do trabalho;
  • Um ambiente de trabalho adequado (considere ruído, iluminação do escritório, equipamento);
  • Liberdade para os colaboradores expressarem qualquer preocupação;
  • Planos para treinamento e desenvolvimento de colaboradores.

5. Promover o gerenciamento eficaz de pessoas e fornecer treinamento em saúde mental e gerenciamento do estresse – incluindo como identificar os sinais e ter conversas de apoio

  • Realize consultas regulares com a equipe;
  • Definir prioridades claras;
  • Celebre o sucesso individual e da equipe;
  • Envolver a equipe na tomada de decisões;
  • Adapte o estilo de gerenciamento às necessidades individuais.

6. Monitorar rotineiramente a saúde mental e o bem-estar dos colaboradores

  • Pesquisas com colaboradores podem ser uma ótima maneira de capturar informações sobre saúde mental e ajudar a entender o que afeta o bem-estar no trabalho;
  • As auditorias de saúde mental da equipe permitem que a equipe compartilhe seus desafios e trabalhe em conjunto com os gestores para identificar soluções;
  • Os dados de RH podem ser uma fonte importante de informações sobre o bem-estar. As fontes que você pode usar podem incluir dados de absenteísmo, rotatividade de colaboradores e entrevistas de desligamento.

Adotando uma abordagem proativa da saúde mental

A saúde mental afeta a vida pessoal e profissional das pessoas em todo o mundo. As organizações estão em uma posição poderosa para fornecer o apoio que os colaboradores precisam para prosperar em todos os aspectos de suas vidas.

Para obter mais informações sobre como apoiar a saúde mental de seus colaboradores, envie um e-mail para isabela@hero365.app

Nós podemos te explicar com mais detalhes como implementar os padrões de saúde mental “básicos” e “aprimorados”.