Da série: O que engajam as pessoas (parte 1)

setembro 16, 2019 11:51 am

Mais uma série de conteúdos de leitura rápida e leve pra vocês. Dessa vez, estamos começando uma série de post com dicas do que realmente motivam as pessoas e como você, enquanto líder, pode fazer para deixar as pessoas sempre engajadas.

Pessoas estão mais engajadas quando estão chegando perto de um objetivo

Novas pesquisas sobre engajamento e motivação revelam que alguns dos métodos supostamente comprovados para obter e manter as pessoas motivadas podem ter sido tentados antes, mas não são bem verdadeiros.

Vamos imaginar o seguinte cenário:

Você entra em uma Starbucks (ou Coffee Shop de sua preferência) para comprar um café e logo após a compra, você recebe um cartão fidelidade para você carimbar, toda vez que comprar um café na loja.

Cartão Fidelidade

Cenário A: O cartão fidelidade precisa de 10 carimbos para você ganhar um café grátis e todos os espaços para carimbar estão VAZIOS.

Cenário B: O cartão fidelidade precisa de 12 carimbos e quando você recebe o cartão, ele já tem 2 carimbos preenchidos.

Pergunta: Quando tempo irá demorar para você ter o cartão todo preenchido? Irá demorar mais no cenário A ou B? De qualquer maneira, em ambos os cenários você precisará de 10 carimbos para obter o café grátis. Então, faz diferença qual cartão usar?

A resposta é: aparentemente, SIM!

Você irá preencher o cartão do cenário B mais rapidamente, isso por causa do efeito “Goal Gradient Effect” ou traduzido ao pé da letra “Efeito de objetivo gradativo”.

O GGE (Goal Gradient Effect) foi primeiramente estudado em 1934 pelo estudioso Clark Hull, usando RATOS. Ele havia descoberto que os ratos que estavam correndo um labirinto para obter comida, no final corriam mais rápido quando chegavam mais perto do final do labirinto, ou seja, quando visualizam o final.

Esse estudo diz que você acelera o seu comportamento quando enxerga progresso naquilo que está fazendo para atingir um objetivo. Faz sentido? Claro que faz. =)

Por exemplo (o texto está quase acabando…)

Quando o Dropbox ainda fazia sucesso por aqui, a plataforma mostrava, assim que você entrava, o quanto faltava para você alcançar um bônus de espaço extra. Quando mais perto do objetivo de ganhar esse bônus, mais motivado as pessoas ficavam de cumprir os passos sugeridos pela plataforma.

As pessoas focam no quanto “falta” e não no quanto já ganhou

Minjung Koo e Ayelet Fishbach (2010), conduziram uma pesquisa para ver o que realmente motiva as pessoas de atingir um objetivo.

A. Focar no que eles já completaram

B. Focar no que falta para atingir um objetivo

A resposta: B

Pessoas estão mais motivadas a continuar quando elas focam no que falta para fazer.

Dicas, Truques e Macetes para motivar as pessoas:

  • Mostre constantemente para as pessoas o quanto falta para atingir uma meta, completar um objetivo ou missão.
  • Você pode obter uma motivação extra dos colaboradores, com uma percepção de avanço significativa, como no exemplo do cartão fidelidade. De qualquer maneira, você precisa de 10 cafés, mas o cartão B é mais eficiente.
  • As pessoas gostam de fazer parte de um programa de recompensas. Quando comparado com pessoas que não são parte do programa de recompensas, Kivetz descubriu que clientes com o cartão fidelidade com a recompensa do café grátis, sorriam mais, conversam mais com outros colaboradores e agradecem mais frequentemente.
Quero saber mais sobre o programa de recompensas

Falar com um especialista
  • A motivação e as compras despencam logo após o objetivo ser alcançado. Isso é chamado de fenômeno de redefinição pós-recompensa. Se você tiver um segundo nível de recompensa, as pessoas não ficarão inicialmente muito motivadas para alcançar essa segunda recompensa.

Por isso, é importante garantir que você tenha uma estratégia atrelada após o primeiro objetivo que faça parte de algo muito maior.

Fique ligado nos próximos posts e nos vemos no Linkedin.