Cultura vs Engajamento. Entenda a diferença.

agosto 19, 2020 7:29 pm

Cultura e engajamento são frequentemente usados de forma intercambiável ao descrever o ambiente geral de uma empresa. Embora sejam altamente correlacionados e normalmente andem de mãos dadas, existem distinções importantes que tornam cada um deles único.

Conforme uma empresa cresce, a necessidade de medir a cultura e o engajamento torna-se cada vez mais importante para o sucesso do negócio.

Vamos te explicar a diferença entre os dois, bem como a importância de implementá-los e medi-los corretamente.

O que é cultura da empresa?

A cultura da empresa é definida como a prática geral, comportamentos e prioridades que unem e motivam os colaboradores a atingir os objetivos da empresa.

A cultura é frequentemente considerada o segredo por trás de marcas memoráveis e negócios de sucesso. Isso ocorre porque a cultura é a base da empresa, e uma cultura forte é aquela construída com esforço contínuo e consciente.

Uma cultura saudável e eficaz vai além de como sua empresa é vista. Culturas positivas mantêm os colaboradores engajados e investidos, criando um ambiente que incentiva as pessoas a fazerem seu melhor trabalho.

Esse impacto na produtividade e na receita naturalmente posiciona uma organização para o sucesso financeiro de longo prazo.

Não existe uma abordagem única para a construção da cultura da empresa. A cultura nasce das prioridades e valores de uma empresa, por isso é única para cada organização.

Embora a cultura da empresa possa variar tanto quanto os negócios em que se encontra, o propósito a que se destina permanece o mesmo – ajudar consistentemente a organização a se aproximar de seus objetivos.

O que é engajamento dos colaboradores?

Embora a cultura seja extremamente importante para o sucesso de uma organização, ela é mais qualitativa do que quantitativa. O engajamento dos colaboradores, por outro lado, serve como uma medida quantificável da saúde da cultura de uma empresa e de sua eficácia.

De certa forma, o engajamento apresenta um boletim de seu impacto cultural – mostrando os sucessos e fracassos e identificando áreas para mudança.

Simplificando, o engajamento é o nível de conexão, motivação e comprometimento que uma pessoa sente em seu local de trabalho. Ao compreender e acompanhar o sentimento dos colaboradores em relação ao trabalho em equipe, liderança, aprendizagem e desenvolvimento, você obterá uma riqueza de engajamento dados ao longo do tempo.

Essas descobertas revelam áreas que são eficazes e áreas que precisam de atenção para ajudá-lo a avaliar o impacto geral da cultura da empresa.

Definindo sua cultura

Não existe “a cultura certa”, mas existem certas diretrizes para ajudar a garantir que sua cultura esteja alinhada com sua visão e valores. A chave para estabelecer uma cultura forte está em garantir que as prioridades da empresa e dos colaboradores individuais estejam em sincronia.

Por exemplo, a Empresa A é uma organização onde os principais tomadores de decisão acreditam que lançar um produto primeiro (mesmo com algumas falhas) é mais importante para o sucesso do que lançar a iteração perfeita.

Isso contrasta com a empresa B, que acredita que a qualidade vence no longo prazo e prefere conter o lançamento de produtos até que todas as falhas sejam removidas.

A maneira como cada empresa prioriza seu trabalho define expectativas diferentes para os indivíduos de sua equipe – modelando duas culturas empresariais totalmente diferentes.

Para a empresa A, alguém que faz alta qualidade em um ritmo mais lento provavelmente errará o alvo. Já para a empresa B, o mesmo indivíduo provavelmente seria um candidato muito procurado.

A interseção de uma empresa e a ideologia, crenças e comportamento de um indivíduo são os principais fatores que devem definir o ajuste à cultura.

É importante que a empresa e o indivíduo encontrem o ajuste certo, uma vez que o desalinhamento leva à fadiga e à infelicidade, afetando em última instância a produtividade.

Medindo cultura e engajamento

Cultura de medição

Não há uma maneira direta de quantificar a importância da cultura, então, para entender seu impacto, as empresas podem usar pesquisas com colaboradores para ajudar a rastrear se:

1. os colaboradores compartilham um conjunto comum de crenças e prioridades

2. os objetivos individuais se alinham com os objetivos da empresa

3. os colaboradores tomam ações coletivas para atingir esses objetivos

A falta de consenso indica áreas que poderiam merecer atenção, enquanto a unidade demonstra uma forte cultura coesa. Medir e decodificar a cultura da empresa é importante porque pode aumentar ou diminuir o engajamento dos colaboradores.

A contabilidade ajuda a identificar os pontos fortes de uma organização, bem como as oportunidades de melhorar e aumentar o envolvimento dos colaboradores.

Medindo o engajamento

O engajamento dos colaboradores é uma ferramente de diagnóstico usada para ajudar a identificar se as práticas culturais de uma empresa são bem-sucedidas.

Ao medir o engajamento, existem três marcadores distintos de colaboradores altamente engajados:

1. eles falam positivamente sobre sua organização – melhorando sua reputação em suas redes

2. eles investem seu trabalho – assim, se esforçam para atingir as metas organizacionais

3. eles têm taxas de retenção mais altas – aumentando o ROI em iniciativas de treinamento e engajamento

Encontrando uma vantagem competitiva

Hoje, a maioria das empresas reconhece que a cultura é sua verdadeira fonte de vantagem competitiva. Embora quase tudo dentro de uma empresa seja replicável – estratégia, processos, ferramentas – a única coisa que não pode ser copiada é sua cultura.

O engajamento serve como uma luz orientadora enquanto as empresas se esforçam para aprimorar e refinar sua cultura. Ambos são essenciais e, em última análise, determinam o destino de sua organização.