As 3 tendências de RH que você vai querer acompanhar em 2020

janeiro 2, 2020 3:52 pm

É ano novo! E tempos de RH novo também! Aquele negócio de ano novo, vida nova, sabe? Pois é! Provavelmente, você verá alguns posts e listas de tendências de RH para 2020, e esse aqui pode ser mais um para você conectar os pontos e se certificar de que está levando o seu time para o caminho certo.

Não confunda as coisas. Esse artigo não é uma previsão do futuro. O que fizemos aqui é basicamente olhar para tudo que foi construído ao longo de 2019 e como podemos analisar tudo isso de uma forma simples e objetiva. Com dados!

Aqui a nossa equipe separou apenas 3 tendências (e certamente, você irá pensar em muito mais). Em outros artigos, iremos trazer mais tendências de RH que você precisa acompanhar (principalmente no nosso blog).

Tendência 1: Organizações baseada em missões

Quando começamos a conectar os pontos das principais tendências para 2020, essa foi a primeira que surgiu com mais atenção a medida que avançamos em 2020 e achamos que é importante você tomar nota dessa primeira tendência.

Qualquer organização que utiliza plataformas para conectar times e equipes de diferentes lugares, levou a criação de uma nova economia, no que podemos chamar de “Platform Economy” ou em tradução literal “Economia de Plataformas”. Em 2019, vimos um número crescente na busca por plataformas de engajamento para conectar e engajar times (principalmente remotos). E o que acontece? acontece que com o número de empresas aumentando sua força de trabalho, é natural que a empresa precise utilizar uma plataforma que crie sinergia entre os times, com isso a capacidade de trabalhar para várias empresas ao mesmo tempo é uma grande mudança. Antigamente, você trabalhava em 1 empresa por vários anos. Hoje com a internet e essas plataformas, é possível você trabalhar remoto para mais de uma empresa.

Com isso, surge uma grande necessidade das empresas criarem um objetivo maior, uma missão, com a responsabilidade social corporativa sendo apenas um componente disso. Para criar engajamento e times de alta performance, mesmo remotos e provavelmente, trabalhando em mais de um emprego. É o que acontece com o que já estamos chamando de “Gig Economy”.

João trabalha 8 horas por dia, de segunda a sexta em uma empresa, porém, nos dias de folga, sábado e domingo, ele liga os aplicativos como 99 ou Uber para tirar uma graninha extra.

Com isso, descobrimos que o alinhamento com a missão de uma empresa está se tornando uma aposta. Os funcionários não querem trabalhar para uma empresa com a qual não estão alinhados, em termos de valores, visão e missão. Tome nota aos líderes, apenas ter uma visão da empresa não é suficiente. Você ainda precisa comunicar essa visão de uma maneira que motive seus colaboradores. Essa não é uma tarefa fácil, por isso, você pode procurar por plataformas como a Hero365 que facilite esse processo como um todo.

Tendência 2: Organizações com foco em aprendizagem ágil e colaboração

Palavrinhas chaves como “RH ágil” ou “Agile Learning” tem sido um dos tópicos mais procurados dentro do tema de RH no ano passado. Vimos empresas e áreas de departamento de aprendizado e desenvolvimento corporativo implementando programas de aprendizado, mapeamento de capacidade e desenvolvimento de habilidades para todos os colaboradores. Não é uma tarefa fácil. Há muito tempo, as organizações usam sistemas de gerenciamento de aprendizagem (LMS) no local para implantar soluções de aprendizado.

Acredite quando dissermos que isso não vai acabar em 2020. A maneira como estamos aprendendo mudou e é hora de usar um sistema no trabalho que corresponde à experiência que temos com a tecnologia que usamos na nossa vida real. O que vai acontecer é que as exigências para plataformas que pensam na experiência do colaborador como um todo vai aumentar ainda mais.

Também não faz sentido sermos reconhecidos apenas pelo aprendizado formal que realizamos. As organizações que pensam em “aprendizado ágil” precisarão entender que os colaboradores podem e devem aprender com a própria experiência profissional, aprender com as habilidades e conhecimento de outros colaboradores, aprimorando continuamente as habilidades atuais que possuí. De novo, são esses 3 pilares:

  1. Aprender executando
  2. Aprender com outros
  3. Aprimorar habilidades atuais e adquirir novas
Saiba como inovar e implementar o aprendizado ágil dentro desses 3 pilares

Falar com um especialista

Tendência 3: Medir a felicidade dos colaboradores de forma completa

Este é um novo termo que falamos muito em 2019. A extensão da ideia do que realmente significa trazer todo o eu para o trabalho. Os colaboradores precisam trazendo eles inteiros para o local de trabalho, quer você queira ou não.

Precisamos ter uma compreensão mais clara das maneiras pelas quais podemos ajudar a medir e entender toda a experiência dos colaboradores (Employee Experience). É preciso medir o envolvimento, desempenho, eficácia e disposição de um indivíduo para aprender novas habilidades para realmente entender as oportunidades de reconhecimento, recompensa, crescimento e comprometimento.

Ao analisar todos esses conjuntos de dados juntos, juntamente com o conhecimento de que eles estão sendo impactados devido à sua experiência dentro e fora da força de trabalho, somos capazes de entender melhor a experiência dos funcionários de maneira holística.

Quanto mais entendermos toda a experiência que temos no trabalho, mais poderemos adaptar a experiência para garantir uma maior taxa de retenção.

Algumas ideias que estamos trazendo dentro dessa tendência 3 e que está revolucionando a forma como lidamos com o trabalho é utilizando a gamificação desde a contratação, onboarding e durante a jornada do colaborador(a) com recompensas reais enquanto ele evoluí dentro da organização, não só como profissional, mas como pessoa.

Quer entender melhor como estamos fazendo isso? Agende uma demonstração de 20 minutos!

Prepare-se para 2020!

Por fim, o que observamos na última década de tendências de design organizacional é que não há uma única estrutura ou abordagem que todos estaremos tentando implementar. Observar a dinâmica interna e externa do mercado e da sua empresa, nos permite responder com velocidade ao ritmo de trabalho em constante mudança em que muitos de nós nos encontramos.

Gostaríamos de saber como você está pensando sobre esses tópicos lá no nosso Linkedin. Nos vemos lá!